Arquivo

Posts Tagged ‘Harvard’

Histórias distorcidas fazem a festa da mídia

6 de setembro de 2018 Deixe um comentário

Sempre que Anna Lou Olivier (Lou de Olivier) anuncia uma grande descoberta ou feito até mesmo histórico (que deveriam ser amplamente noticiados), a considerada “grande mídia” busca histórias ou fatos paralelos e os noticia amplamente, jogando as informações de Anna a escanteio. Isso não prejudica Anna, visto que ela continua publicando suas descobertas, plantando boas ações e fazendo o melhor pela humanidade como um todo. Isso prejudica ao público que nunca fica sabendo verdades, de forma aprofundada, são sempre fatos distorcidos. Como é o caso da troca de letras na dislexia que só países de terceiro mundo insistem em anunciar, a Multiterapia sendo confundida com Multidisciplinar e tantos outros equívocos propagados pela “grande mídia” aliada a “profissionais” desatualizados e em defesa de interesses comerciais.

A “bola da vez” tem sido a história de superação de Anna que partiu de um quadro de paciente desenganada pela Medicina para chegar a palestrar em congressos médicos internacionais, incluindo Harvard, anunciando sua vitoriosa história e os métodos de tratamento que desenvolveu para distúrbios de aprendizagem e de comportamento. Imediatamente surgiram (foram anunciados) muitos “palestrantes” em Harvard, incluindo um camelô e diversos casos de superação, pessoas que sobreviveram a acidentes e reverteram seus quadros voltando à normalidade. O que a grande mídia (que anuncia estes diversos casos) não percebe é que isso só reforça a história, trajetória e conquistas de Anna Lou Olivier (Lou de Olivier). Enquanto são anunciados diversos casos de superação ou conquistas, Anna reúne todos estes casos em uma única pessoa. Ela sobreviveu a vários e graves acidentes, incluindo uma anoxia por afogamento e também um AVC. Isso elimina a maioria das “histórias” anunciadas na mídia pois cada caso superou apenas UM acidente. Anna foi além, ela estudou e pesquisou sobre seu caso e desenvolveu TRATAMENTOS e uma NOVA técnica terapêutica, a Multiterapia, além de ter identificado a Dislexia Adquirida. Isso elimina todos os casos anunciados, pois as pessoas superaram um acidente, algumas estudaram e se formaram em diversas áreas, até mesmo médicas, mas ninguém buscou desenvolver técnicas e tratamentos como Anna, comprovadamente, fez. Cada um pensou em si mesmo, Anna, como sempre, pensou no bem-estar de todos. E o mais importante, reforça a Multiterapia em que um ÚNICO profissional equivale a toda uma equipe multidisciplinar.

E quanto a palestrar em Harvard, ultimamente muitos anunciam este feito, vale lembrar que Harvard engloba toda uma região de universidades. Há inclusive uma área só para Medicina e Odontologia, além de outras áreas para outros cursos. Qualquer pessoa pode chegar na região de Harvard, fazer um discurso em alguma rua e anunciar que palestrou em Harvard. Isso será um fato. Mas Anna Lou Olivier (Lou de Olivier) palestrou, a convite dos organizadores, em Congresso Médico ocorrido no JB Martin Conference Center at Harvard Medical School. Isso elimina os supostos palestrantes anunciados. E a intenção foi das mais nobres, levar suas descobertas ao mundo e poder ajudar a todos que necessitam destas informações. Só estamos publicando estas revelações pela grande quantidade de notícias veiculadas renegando as conquistas de Anna Lou Olivier. Porque acreditamos que o público tem direito de saber a verdade e não apenas notícias manipuladas. 

Anna Lou Olivier (Lou de Olivier) é pioneira da TV brasileira e da música mundial, primeira criança no mundo a gravar um vinil com apenas dois anos e nove meses e lançá-lo ao completar três anos. Participou de programas como Ginkana Kibon, onde teve um quadro semanal com Ayres Pinto, Petistil Espacial, Canarinho, Pullman Jr, Titio Molina, entre outros. Se hoje a “grande mídia” pode decidir o que noticiar, é porque pessoas abnegadas como Anna trabalharam de graça para implantar a TV no Brasil. Paramos por aqui e deixamos ao leitor o poder de julgar por si só. Será que esta TV atual merece ser assistida e acreditada?

Uma Disléxica em Harvard e outros congressos internacionais

5 de agosto de 2018 2 comentários

Depois de uma estressante viagem ao exterior estou de volta ao Brasil. Em pouco mais de uma semana, tive três temas meus expostos em congressos internacionais. Um video presentation 5Th World Congress on Mental Health and Well-being – Vancouver, Canadá. E dois poster presentation Conference on Movement and Cognition – Harvard University’s School of Medicine (Joseph B. Martin Conference Center), in Boston, Massachusetts (USA)

Os temas foram:

Multitherapy treating Autism Spectrum disorder (ASD)”

Multitherapy as an allied in the treatment of dyslexia and acquired dyslexia (specific learning disorder with impairment in reading)”

Toy library allied to learning, reassessment twenty years after the implementation of the method”

Como já citei várias vezes, tenho uma limitação com idiomas estrangeiros por conta de um acidente que me deixou sem memória e me fez perder habilidades de leitura em Português, fala e leitura em Inglês e Francês que eu falava fluentemente antes do acidente. Meu pai falava nove idiomas, meu irmão fala seis e eu, que já era fraquinha (só falava três idiomas), depois do acidente, continuei falando apenas o Português. Já fiz inúmeros cursos de idiomas, eu chego a ter fluência, mas de repente, apaga tudo o que aprendi ou recordei, no caso do Inglês. De uma forma simplista, posso afirmar que meu acidente afetou o armazenamento e as estruturas cerebrais em muitas conexões entre os neurônios. Ou seja, afetou minha memória e cognição (que inclui memória também). Eu desenvolvi a Multiterapia justamente para me auto-tratar e os resultados foram muito bons (não só para mim como para inúmeras pessoas que hoje seguem suas vidas normalmente depois do tratamento).

Apesar disso, em alguns momentos de estresse, eu tenho dificuldades em me expressar especialmente em outros idiomas. Nesta viagem, o grande esforço que fiz para me expressar em Inglês, já que meu tradutor online estava falhando. E o grande estresse que passei enfrentando setores de imigração totalmente despreparados para receber turistas, me causou uma grave recaída de dislexia e ausência de memória. Mas já estou quase recuperada. Prova de que, por mais contratempos que eu enfrente, minha técnica sempre me serve e me traz reequilíbrio.

Lembrando que, há mais de quarenta anos, por eu ter sequelas de um grave afogamento e nenhum médico saber me tratar, foi que eu estudei e pesquisei tanto e hoje sou quem sou, levando minha técnica Multiterapia a vários países. Em 2016, por outro acidente, fiquei 3 meses dependendo de muletas e cadeira de rodas. Palestrei sobre isso na Assembleia Legislativa de São Paulo – SP Brasil e ajudei a melhorar a vida dos deficientes físicos e mentais. Tenho certeza que esta recaída de dislexia me fará caminhar e descobrir mais inovações. Desta forma, eu ajudo as pessoas e sirvo da melhor maneira ao Universo. Porque sou sincera quando digo que estou aqui a serviço do Eterno.

Mas, como a grande maioria das pessoas não está nem ai com altruísmo e, nesta viagem (com raras exceções), eu lidei com o mais profundo materialismo, o que, inclusive, muito me magoou e prejudicou, tenho que ser prática e objetiva.

Tomei algumas decisões que serão anunciadas em momento oportuno. Uma delas, que já cito agora, é que esta é a última publicação assinada por mim neste blog. A partir de hoje, só serão repassadas notas e comunicados da Assessoria de Imprensa ou notícias oficiais sobre meus lançamentos, artigos publicados, apresentações e palestras. 

Aproveito para informar que estou transferindo a Assessoria de Imprensa para meu irmão Erasmo, que é Jornalista e Poliglota. Ele já me assessorou entre 2003 e 2007 e, atualmente, está voltando a me assessorar. Podem conhecer o site que ele fez para mim e saber como contatá-lo acessando: http://empoderadadobrasil.com/

Acessem também meu portal que está reformulado:  https://www.loudeolivier.com.br/

Em breve, novidades da Assessoria aqui.

 

Harvard: palestrar ou não, eis a questão!

18 de junho de 2018 2 comentários


Aguarde artigo completo aqui, em breve!

Eu havia publicado aqui uma detalhada crônica sobre o processo de obtenção de visto americano. Porém, decidi verificar melhor todos os ângulos para não fazer julgamentos precipitados. Assim que eu concluir minha pesquisa completa, reescreverei e republicarei aqui. Aguarde!

%d blogueiros gostam disto: