Arquivo

Posts Tagged ‘Brasil acima de tudo’

O Brasil está voltando a brilhar

2 de novembro de 2018 1 comentário

Apesar do clima que criaram com uma névoa, uma ameaça, a volta da Ditadura e mais diversas desculpas e “resistências”, a confirmação da vitória de Bolsonaro, agora Presidente do Brasil, está tendo excelente receptividade do povo e das empresas (nacionais e internacionais) que já estão se manifestando sobre investimentos no Brasil.

Confira algumas delas:

 

Beiersdorf vai investir R$ 300 milhões na expansão de sua fábrica no Brasil, clique aqui

 

Grupo Kyly investirá 40 milhões em 2019, clique aqui

 

Murfit Kappa vai investir 25 milhões de dólares no Brasil, clique aqui

 

Jac:  Depois de ter suspendido o projeto na Bahia, em razão da crise econômica, a Jac Motors confirmou que iniciará a produção de modelos da marca chinesa em Goiás no fim de 2019, clique aqui

 

Smart investirá 700 milhões até 2012, clique aqui 

 

Dunlop investirá 153 milhões em fábrica em Curitiba, clique aqui

 

Setor portuário investirá 530 milhões em Santa Catarina, clique aqui

 

Condor investirá 40 milhões em construção de hipermercados em Santa Catarina, clique aqui 

 

Leroy Merlin investirá 300 milhões no país em 2019, clique aqui

 

Embaixador de Israel, Yossi Shelley,  visitou o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e apresentou um projeto para solidificar parceria entre os dois países. Shelley anunciou a intenção do governo de seu país de bancar a instalação, na região Nordeste, de uma usina piloto de dessalinização de água do mar. Clique aqui

 

Em transmissão ao vivo no Facebook, Luciano Hang (Havan) afirmou que irá investir 500 milhões na abertura de 20 lojas da rede em 2019 e atribuiu expansão à vitória de Jair Bolsonaro, clique aqui

 

Toyota investirá 1 bilhão em fábrica de Indaiatuba. este anúncio foi feito em 28 de setembro, antes mesmo da confirmação das urnas. Clique aqui 

 

E isso é só o começo… O Brasil está voltando a brilhar!!! É a  vitória!

 

E esta é uma vitória de cada um de nós que invadimos madrugadas na panfletagem, usamos nossa criatividade em mensagens escritas e vídeos, nem nos preocupamos como Direitos Autorais, importante era comunicar nossas mensagens para salvar nosso país.  Perdemos alguns amigos, convencemos outros, sorrimos, choramos, acreditamos e… vencemos!

Parabéns a você, a mim, a nós, ao Presidente Bolsonaro…

Parabéns para o nosso amado Brasil!

Depois da tempestade vem a bonança (ou será a resistência?)

29 de outubro de 2018 1 comentário

Pela primeira vez em quase dois meses, eu respiro aliviada. Desde o atentado, em 6 de setembro, eu larguei tudo, parei de responder e-mails, de enviar minha newsletter semanal, perdi prazo para palestrar em dois congressos nacionais, interrompi contatos internacionais, até abri mão de ser homenageada no Prêmio Magnífico do Nordeste, por não poder me deslocar até lá. Fui chamada de mentirosa, fascista e racista por amigos, que se foram renegando muitos anos de amizade, mas também convenci alguns esquerdistas a vir para nosso lado, emendei dia e noite, voltei a escrever artigos e mensagens reflexivas sobre política e voltei à militância que eu tinha largado em 1986…

Tudo isso para colaborar com a campanha mais simples e desorganizada que já presenciei. Sem um comitê, sem um escritório, sem material impresso, sem telefone fixo, com o povo agindo cada um à sua maneira, mas todos empenhados em livrar nosso país da corrupção, salvar nossas crianças do abuso, trazer nova esperança ao povo que já não aguentava mais tanto desemprego, tantas falências, tanta derrota, tantos roubos, tanta impunidade e, tudo isso, assistindo nosso povo e nosso país sendo tratados com tanto desdém por países mais desenvolvidos… E, mesmo sem dinheiro, com a mídia contra, com adversários inescrupulosos, ainda assim, continuamos unidos e acreditando que este homem que parece rude e até uma ameaça para alguns, no fundo, é sensível, luta pela igualdade, união e bem-estar de todos. E, pasmem os incrédulos, tem o melhor plano de governo que já li porque não promete nada impossível, busca nas soluções simples, a melhoria de vida para todos os brasileiros sem distinção, todos em igualdade.

 

Este homem me fez lembrar meu pai, também militar, que atirava muito bem e, em vista disso, ninguém se atrevia a nos fazer mal. Após a morte dele, saquearam a casa em que ele morava, roubaram inclusive as armas dele (que até hoje devem estar servindo ao crime) e, com apenas duas assinaturas, nós perdemos toda a herança que ele deixou. É assim que ficam as mulheres e filhos que perdem o homem da casa. Ele também me fez lembrar que eu fui assaltada à mão armada por duas vezes e passei um ano fugindo de um ex que me perseguia e ameaçava me matar por não aceitar o fim da relação. E, em todas estas vezes, foi a POLÍCIA que eu chamei para me ajudar. Por isso, em nenhum momento eu tive dúvidas em escolher o militar e não o bandido. Por isso eu não me importei em perder os “amigos” que defenderam um corrupto que, em um país sério, sequer poderia se candidatar, muito menos insultar um homem de bem…

Mas tudo isso é passado. Agora é arregaçar as mangas e iniciar a reconstrução. Será difícil. Uma dívida astronômica comprometendo a economia do país até 2060, 80% do comércio fechado, 14 milhões de desempregados oficiais, além de inúmeros extraoficiais, saúde e educação caóticas e a segurança inexistente. Tudo isso requer medidas imediatas e ainda há incompreensão e até repulsa de uma parcela da população que preferiu acreditar na mídia e na concorrência desleal que plantou a imagem de um monstro. Aliás, cabe a esta mesma mídia, se tiver vergonha na cara, desfazer bem rápido esta imagem deturpada que fixaram na mente dos desavisados. Faça ou não a mídia um papel decente, desfazendo o que criou, penso que é uma minoria, em média 25% da população que o repudia, mas é uma porcentagem “do barulho”, do tipo que invade propriedades, destrói tudo queatrapalha” seus objetivos, faz ameaças, incita discórdia, planta mentiras e “fake news” e ainda o acusa de fazer tudo isso. Ou seja, uma minoria que sabe incomodar muito. Quando cito minoria, é porque não acredito no resultado de apenas 55% de votos. Por onde passo, noto que, a cada dez pessoas, sete são a favor e votam no Bolsonaro, duas no adversário e uma prefere anular o voto. Por isso, calculo que ele tenha tido aproximadamente 70% de votos válidos, ou, na ponta do lápis, levando em conta que, de cada dez, nove votam válido, o nove vira cem por cento e ele venceria então com aproximadamente 80%. Me expliquei bem? Os resultados anunciados foram para justificar o grande impasse que a própria mídia criou e para dar a impressão de divisão da população. Assim fica mais fácil mostrar a guerra que, provavelmente, terá início com a “resistência”. Com a desculpa de lutar pela “democracia”, que há muitos anos não temos, poderão justificar qualquer barbárie de que sejam capazes.

Se você está se perguntando “como assim, não estamos numa democracia???” Leia meu estudo aprofundado sobre Democracia e Ditaduras, clique aqui.

Finalizando, com todos os problemas que citei acima, será difícil, mas o povo continuará lutando ao lado do Presidente. E acreditando, com muita fé, muita força, união e honestidade, teremos sim, um novo Brasil. Apesar da “resistência” preocupada apenas com sua “essência”, o povo unido buscando o bem de TODOS, colocando o país acima de tudo e D-us (Deus) acima de todos, vencerá. Já venceu! E assim é.

Um homem sem máscara lutando contra o sistema

29 de setembro de 2018 2 comentários

O deputado Jair Bolsonaro. WILSON DIAS/ AGÊNCIA BRASIL

De um lado os apoiadores de Bolsonaro afirmam “ele sim”, de outro lado os opositores afirmam “ele não”. Em meio ao impasse, o que é necessário entender para decidir se afinal é ele sim ou não? Neste artigo, procurarei mostrar de forma objetiva e resumida todos os ângulos para uma decisão correta.

Antes de entrar no assunto, preciso explicar que, além das áreas em que me destaco, eu sou também Jornalista investigativa (não exerço profissionalmente) e já fui Delegada de votação/apuração, conheço bastidores tanto do Jornalismo quanto da política. Além disso, vivi a época do regime militar e valorizo os militares que tiveram coragem de “pôr a cara a tapa” naquela situação. Ao final, indicarei links para saber mais sobre isso. Só fiz esta introdução para frisar o quanto entendo a fundo a questão que envolve o apoio e a rejeição a Bolsonaro.

O apoio a Bolsonaro vem de famílias, comunidade judaica, comunidade cristã e pessoas que defendem valores morais e um país de igualdade. A rejeição vem de alguns grupos como os artistas. LGBT e os veganos.

Aqui preciso comentar que, sou pioneira da TV brasileira e da música mundial, mesmo estando afastada da TV, eu ainda atuo como dramaturga e entendo bem a polêmica com a Lei Rouanet. O resumo é que esta lei é usada como um incentivo à cultura, os artistas entram com pedido e, se aceito, podem captar recursos de empresas que doam a verba que pagariam de impostos. A questão é que alguns poucos artistas privilegiados recebem milhões para produzir um show ou espetáculo, que depois ainda tem cobrança de ingressos. Enquanto isso, a maioria dos artistas brasileiros luta muito para produzir e manter seus espetáculos, alguns já estão, como se diz no popular, “vendendo o jantar para comprar almoço”, preste atenção: Isso é muito injusto! A proposta de Bolsonaro é utilizar este incentivo para novos talentos e negar aos artistas que já são famosos e não precisam disso. Está correto!

Quanto ao veganismo (eu também sou vegana), penso de forma realista. Nenhum dos candidatos ao cargo de Presidente é vegano ou se importa com o veganismo. Teoricamente um vegano não deveria votar em nenhum. Mas no atual momento em que o país está, seria infantilidade não votar. Até porque cada um tem obrigação de defender a própria vida independente de qualquer causa. Veganismo é uma nova consciência que estamos implantando e, com o tempo, todos serão veganos até mesmo por necessidade e escassez de recursos do planeta. Mas ter uma vida digna e livre de parasitas é uma urgência de cada um de nós. Agora! Vegano, pense nisso! 

Foto: Divulgação (captada na Internet)

Bolsonaro vem sendo massacrado porque, ao contrário dos outros que usam máscaras durante a campanha e só mostram a que vieram depois de eleitos, ele se abre e se mostra como, de fato, é. Ele quer mudar de verdade o Brasil, quebrar este círculo vicioso que suga os brasileiros e sustenta um bando de parasitas. Parte da “grande mídia”, que também “descansa” nesta “zona de conforto” faz tudo para denegrir a imagem deste cara, provoca até ele explodir para dizer que ele é machista e até louco, usa um vídeo em que ele afirma ser necessário caçar javalis mas não libera o restante da opinião em que ele fala que os javalis estão matando outros animais menores e atacando pessoas, usa algumas frases fora do discurso dele e o coloca como homofóbico, racista, tudo de ruim…

Eu só prestei atenção neste cara depois que foi esfaqueado e a oposição não teve piedade para esperar ele se recuperar, desandou a vomitar veneno, distorcer frases, gritar que “ele não”. Num país levado a sério, seria o caso de interromper as campanhas, parar o país até que os responsáveis estivessem devidamente identificados e punidos. Mas o que estão fazendo é uma desumanidade! Além de não avançarem nas buscas sobre o atentado, estão atacando um homem hospitalizado sem condições de se defender. Mas foi justo isso que me fez pesquisar melhor e descobrir que, apesar de reativo e, às vezes, dizer umas bobagens, ele é franco, quer fazer do Brasil um lugar digno para todos. Este jogo de política não elege quem é mais votado, o sistema provoca discórdia, divide as opiniões, só para justificar as falcatruas que faz com as urnas eletrônicas. Se o povo brasileiro gritar unânime por um candidato, como é que vão falcatruar as urnas e pôr a culpa nos eleitores, não é?

Bolsonaro é esfaqueado (retirada da Internet)

Por isso, fazem o povo se dividir em passeatas prós e contras, confundem ao máximo a opinião pública. Mas pessoas inteligentes que não se deixam dominar pelo sistema, pesquisam melhor e percebem por exemplo que ele é autor da PL 5398/2013 que aumenta a pena para os crimes de estupro e estupro de vulnerável, (lei que protege as mulheres) e é contra a erotização precoce de crianças, qualquer professor(a) pai ou mãe consciente também devem ser. E esta erotização precoce tem ocorrido não só nas escolas mas com um bombardeio televisivo. Como Multiterapeuta e congressista internacional sobre temas envolvendo crianças e adolescentes, afirmo que, a partir da pré adolescência, a maioria das crianças já tem maturidade para entender sobre sexualidade e já se pode começar a orientá-las de forma consciente, de acordo com o raciocínio delas, mas antes desta fase, é criminoso forçar o entendimento de cenas sejam hétero ou homossexuais.

Ele defende a família e valores morais. Há quem diga que ele defende a família, mas já se casou três vezes. E dai? Penso que, se ele tivesse vários casos, sem assumir nenhum, ai sim seria contra a família. Se ele se casa, a cada vez com uma pessoa, ele está sim defendendo a família. E, pela atitude da ex mulher dele apoiando a campanha dele, percebe-se que ele mantém também uma boa relação com a ex, isso fortifica seu apoio ao casamento e família. Aliás, a revista Veja deu um tiro no pé, publicando sobre o divórcio dele há muitos anos. Primeiro porque estes processos são sigilosos, segundo que eu, como terapeuta, já presenciei os mais agressivos processos de divórcio, mas nunca vi ninguém se divorciar na base do:

– Meu amorzinho, te amo tanto que vou deixar você ficar com o apartamento na praia, tá?

-Ah, minha vida, eu também te amo tanto que vou abrir mão da casa de campo…

Óbvio, se o amor fosse tanto assim, não estariam se divorciando. E, com franqueza, o que isso tem a ver com a presidência de um país?

Ele tem algumas afirmações que o fazem polêmico e até rejeitado, porém isso é mais pela manipulação das notícias do que propriamente pelo que ele diz. Quase sempre a mídia capta uma frase isolada e a coloca em outro contexto malhando exaustivamente até que cria uma massificação, com todos acreditando nesta distorção. Se analisarmos no total da entrevista ou artigo ai sim temos uma ideia exata do que a pessoa está dizendo, mas frases isoladas não dizem nada.

Notei que muitos gays e mulheres o apoiam porque, ao contrário do que divulgam exaustivamente, ele não é homofóbico e nem faz apologia ao estupro. Ele é contra uma pessoa colocar sua opção sexual como bandeira, ou medir sua competência pelo seu gênero. Nisso eu concordo. Também acho que o talento e a competência devem ser medidos por si só e não serem vinculados ao que a pessoa faz na intimidade. Sendo militar, tenho certeza de que pretende remunerar melhor os policiais que necessitam mesmo urgentemente mais treinamentos, mais armamentos e uma remuneração justa, pois são trabalhadores que saem todos os dias sem saber se voltarão vivos, dão suas vidas em defesa da população e do país. Merecem uma vida mais digna.

General Mourão (retirada da Internet)

Bolsonaro propõe ainda o armamento da população. Isso tem assustado alguns, mas obviamente deverá ser exigido treinamento e porte de arma. Tudo isso é, de fato, o que o Brasil precisa urgentemente. Um capitão que saiba conduzir esta nação. E tendo como vice o General Mourão que também precisa ser lembrado por ser extremamente preparado e ter grande aceitação pública. Inclusive no ano passado, diante dos fatos, o povo pedia uma intervenção militar e apontava o General Mourão como o interventor ideal. Eu fiz um vídeo para meu canal abordando este tema e também diversos fatos que não foram noticiados pela mídia brasileira, como sempre, a vida real nunca está na TV nem na grande mídia.

Deixarei diversos links na descrição que vocês podem consultar para entender melhor tudo isso. Além da questão da Amazônia, há uma questão muito séria, que a mídia, como sempre, omite, que é o fato da China ter desmantelado toda a produção nacional. Hoje, praticamente, tudo que compramos aqui vem da (ou passa pela) China, enquanto o que mais se vê são lojas sendo fechadas e microempresários falindo. E essa falência já está se instalando no Brasil há muitos anos, não é de hoje. Na minha peça teatral “Os Alienados” que, em Portugal foi encenada com título “Os Alucinados” já citava em 1998, uma novela satírica com “patrocínio das lojas passa-se o ponto, a maior rede de lojas do Brasil”. Naquela época a invasão chinesa estava iniciando, mas eu já estava antenada, escrevendo sobre isso. E a partir de 2009, a China tornou-se a maior parceira comercial do Brasil. E esta “parceria” significa toda a falência que os produtos nacionais estão sofrendo. Isso se deve ao caos que se instalou com produtos chineses. E a China impõe o comunismo.

Mas, se todo problema fosse esse, seria fácil resolver, A questão é tão séria que nem consigo escrever tudo. Esta eleição não será apenas para escolher presidente, será para escolher entre o bem e o mal, entre a riqueza e a pobreza, entre ter futuro ou perder até o presente. Entre ter uma renda digna para todos que trabalham ou continuar sustentando vagabundos. Sugiro que, antes de se posicionar contra Bolsonaro informe-se sobre tudo que escrevi e também sobre Foro de São Paulo, Cuba, Venezuela, Máfia infiltrada no Brasil, bastidores da Lei Rouanet (Ratinho acusou em seu programa de TV), indenizados por terem sido “perseguidos” (chamada “bolsa ditadura”), embora alguns neguem e acusem de “fake news” está publicado pelo Estadão, Veja e também no “Consultor Jurídico”. E outros fatos que tem sido omitidos da população.

É contra tudo isso que um candidato de bem terá que lutar. E o único que se posicionou contra tudo isso, já foi esfaqueado e, ironicamente, tem sido taxado como ameaça. Um homem deitado num leito de hospital significa uma ameaça? De fato é uma ameaça ao Sistema corrompido e a todos que usufruem dele, mas não ameaça aos cidadãos de bem.

Este vídeo diz tudo. Porque este homem incomoda tanta gente. (Recebido via WhatsApp. Fonte: Direita Para[iba http://www.eusouazul,com)

Anna Lou Olivier (Lou de Olivier) atualmente Psicopedagoga, Multiterapeuta, Especialista em Medicina Comportamental, Dramaturga, Escritora e Congressista Internacional. É também Psicanalista, Jornalista e Numeróloga, mas não exerce estas profissões. Pioneira da TV brasileira, primeira criança no mundo a gravar um vinil profissional antes dos três anos de idade, foi também a primeira cantora a ter sua música vetada pela censura, mas entende que ela não foi uma vítima da Ditadura e, sim, vítima de seu professor esquerdista que a usou para afrontar o regime militar. Anna é ex militante política e ex Delegada de Votação/Apuração e, após o atentado sofrido pelo candidato da Direita, nestas eleições, passou a apoiar (voluntariamente) a candidatura dele, divulgando a frase “Mulheres inteligentes votam Bolsonaro 17”

Portal Lou de Olivier

Português: https://www.loudeolivier.com.br/
English: https://loudeolivier.com/
Blog Notícias da Lou/ Lou News Blog
https://noticiasdalou.blog
Assessoria de Imprensa:
http://empoderadadobrasil.com/

Referências:

Saiba o que foi de fato a ditadura no Brasil, acesse:

https://wp.me/p1k6R2-t2

Vídeos de interesse

https://youtu.be/iD084Y2XI5g

https://youtu.be/8EASh1ki_64

https://www.youtube.com/watch?v=5Euebzx56Zg

https://www.youtube.com/watch?v=_xBsI0GfaEM

https://www.youtube.com/watch?v=hC4OiA-zrpA

https://www.youtube.com/watch?v=QW6fDLasPVY

https://www.youtube.com/watch?v=aUC685bxlZ8

https://www.youtube.com/watch?v=kmdSAsJe3fU

https://youtu.be/c8qerLyIG7o https://www.youtube.com/watch?v=c8qerLyIG7o

http://eblog.eb.mil.br/index.php/o-que-e-o-amazonlog17-exercicio-de-logistica-conjunta-multinacional-interagencias-e-humanitaria-vetor-de-suporte-ao-enfrentamento-dos-desafios-amazonicos.html

%d blogueiros gostam disto: