O Jornalista Ricardo Boechat foi a Campinas, no interior de São Paulo, na manhã do dia 11/02, 2ª feira, palestrar sobre ética em uma convenção para funcionários da Libbs, empresa farmacêutica. O piloto Ronaldo Quattrucci era dono da empresa proprietária do helicóptero acidentado. Testemunha afirma que Boechat saltou antes do acidente, mas o helicóptero caiu sobre ele. Diante disso o que precisamos verificar? Neste artigo eu mostro o essencial.

Boechat – Foto Wikipedia

Imediatamente após o acidente surgem artigos, vídeos e todo tipo de divulgação com os mais incríveis devaneios. Videntes analisando os fatos, sob ponto de vista espiritual. Leigos dando suas opiniões. Há até uma observação interessante em relação aos números. Boechat nasceu em 13/7 de 1952 e a placa do caminhão que colidiu com  o helicóptero é:  IVT – 0137 (de Caxias do Sul). E morreu aos 66 anos. Há até quem comente que somando a idade do piloto 5+6 acusa a data 11, assim como a soma do nascimento de Boechat também é 11, dia do acidente… Em meio a tantas opiniões, nem sempre coerentes, começam as acusações a Malafaia, como uma vingança diante de farpas do jornalista sobre sua conduta religiosa, para completar os próprios fiéis afirmam ser uma vingança divina. Muitos comentaristas ligam Malafaia à Maçonaria. E já aproveitam para acusar a Maçonaria de não crer em Jesus. Pronto, o circo está armado e, como sempre, desviando do tema principal e do que deveria, de fato, ser discutido.

Em primeiro lugar, é preciso destacar que palestrar sobre ética em congresso farmacêutico já seria um bom motivo para se transformar em “queima de arquivo”. Porém, o que parece mais viável é que o Jornalista tenha descoberto algo muito importante que poderia colocar em risco algum “figurão” e isso poderia ser motivo para o helicóptero sofrer uma pane qualquer. Além destas hipóteses, há algo que a maioria das pessoas desconhece ou se nega a perceber. Cada um tem um tempo de vida, uma missão aqui, quando termina, simplesmente se vai. Prova disso é que, segundo a testemunha Leiliane da Silva, Boechat saltou do helicóptero antes do acidente e pediu socorro, mas o helicóptero caiu por cima dele. Ela tentou socorrê-lo, mas foi aconselhada a se afastar por risco da própria vida. Isso não poderia ser premeditado. Poderiam ter preparado o helicóptero para que se acidentasse, poderiam até fazer uma reza ou algo assim (como muitos afirmam) para que Boechat se acidentasse, mas seria impossível alguém programar o helicóptero para cair sobre ele e explodir. É preciso frisar que esta mulher, Leiliane, tem um distúrbio neurológico, é mãe de três filhos, esqueceu de si mesma e praticamente retirou sozinha o motorista do caminhão que estava preso ás ferragens. Enquanto isso, vários homens apenas filmavam as cenas.

Outro detalhe importante, o piloto, além de muito experiente, era dono da empresa RQ Serviços Aéreos Especializados Ltda. Isso torna a versão de falta de manutenção ou de que o helicóptero utilizado não teria permissão de levar passageiros, um pouco dúbia. Afinal, sendo proprietário, Quattrucci, teria interesse em levar a boa reputação de sua empresa e jamais escolheria um helicóptero inadequado para transportar alguém famoso. Até porque ele próprio, Quattrucci, estaria pilotando e, obvio, se importaria em preservar a própria vida.

Boechat e o caminhão que se chocou com o helicóptero Foto Internet

O caso ainda está muito no início, muito há que se investigar. Mas, a princípio, se for uma queima de arquivo, deve-se investigar o que o Jornalista descobriu e o que falou em cena e nos bastidores deste evento. É muito mais provável que seu desafeto esteja entre os presentes à sua palestra ou algum incomodado com seu discurso nesta palestra. A questão do Malafaia já é antiga, ocorreu em 2015, não o estou defendendo, se tiver alguma culpa, deve ser punido, mas os fatos mostram que o desafeto, se houver, é algo mais recente. Até porque o próprio Malafaia repreendeu seus seguidores que afirmaram ser a morte de Boechat uma vingança divina. 

A questão da Maçonaria precisa ser revista pela sociedade. Ao logo de muitos anos, a população leiga tem sido instruída a abominar a Maçonaria, como se fosse algo totalmente maligno. Por ser um tema complexo, não explicarei a fundo. Mas aconselho que se informem melhor sobre Maçonaria porque há, de fato, um domínio mundial que quer engolir a humanidade e, enquanto muita gente se volta contra a Maçonaria ou contra evangélicos ou contra qualquer outra seita ou religião, este domínio se intensifica sem que ninguém reaja. Deixe de ser massa de manobra, comece a pensar e entender o mundo de outra forma. Se muita gente fala mal de uma religião ou pessoa ou seja lá o quê for, questione. Será que este algo ou alguém é mesmo tão ruim?

Embora haja situações em que é impossível falar bem, quando alguém comete um crime, por exemplo. Não importam os motivos, deve ser punido. Nestes casos, é impossível defender a pessoa ou situação, desde que esteja comprovado o tal crime. Enfim, há casos em que é impossível defender algo ou alguém. Mas, em casos que envolvem apenas disse-que-me-disse, é sempre bom conhecer todos os ângulos, avaliar bem para só depois formar uma opinião.  

O mesmo vale para quando muita gente fala bem de uma pessoa ou situação. Se não há ninguém contra, se não incomoda ninguém, também precisa ser questionado. Toda unanimidade é burra, já dizia o grande Dramaturgo Nelson Rodrigues. Eu completo afirmando que toda unanimidade é bem paga, principalmente quando envolve a mídia movida a jabás e, ultimamente, a fakenews também.

Aprenda a questionar, a verificar a origem do disse-que-me-disse, a intenção de quem originou, avalie se o tema é importante mesmo ou é apenas um desvio de outro tema mais relevante. Aprenda a avaliar cada caso, refletir, definir sua opinião independente de notícias de mídia corrompida, de posts, de fakenews e outros recursos atuais. Aprenda até a distinguir vídeos editados e artigos manipulados. Verifique fontes, fundamentos, argumentos… 

Quem tem interesse em se aprofundar nestes temas e entender melhor o universo em que vivemos, pode ler este meu e-book:

Luz do Eterno Artigos Cabalísticos

Não precisam temer pelo título, por conter “artigos cabalísticos”,  já que a cabala também é vista por alguns como algo maligno. Na verdade este meu e-book é uma lição de vida. Mostra em diversos artigos de onde viemos, para onde vamos, diversas sugestões de como lidar com a vida em diversas situações, incluindo como sair do caos e como sair da matrix. Essenciais para a nossa atualidade.

 

Vale a pena ler este e-book (atenção, é um e-book, livro digital para ser lido pelo computador), se aprofundar em muitos temas essenciais para a vida. E ainda colaborar com minhas doações pois toda a renda dos meus livros e e-books é doada a cuidadores de animais resgatados das ruas e, quando possível, a crianças com deficiência intelectual/física. Clique aqui

Apesar da testemunha afirmar que não havia fumaça na queda do helicóptero, imagens de uma câmera de segurança que foram liberadas pela polícia civil mostram que pode ter havido princípio de incêndio quando o helicóptero ainda estava no ar.

O destaque ficou para Leiliane da Silva que arriscou a própria vida para salvar o motorista do caminhão, João Adroaldo, que estava preso às ferragens. Nota-se que Leilane praticamente fez tudo sozinha enquanto muitos homens se preocupavam em apenas filmar a tragédia.

Neste outro vídeo, Leilane conta de forma detalhada como aconteceu o acidente, pela visão dela.

– Leia mais em https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/boechat-foi-campinas-falar-sobre-etica-para-industria-farmaceutica-24826?cpid=txt