Esta deveria ser a manchete nos principais veículos de comunicação do país. Afinal, a intenção principal da vinda de equipe e equipamentos israelenses é se unir aos militares (bombeiros e PMs) brasileiros para salvar vidas tanto humanas quanto animais. Lembrando que muitos dos bombeiros brasileiros que lá estão não receberam seus 13ºs e, mesmo assim, lá estão cumprindo sua missão: Salvar vidas!

Porém, por mais esforços de todos os envolvidos no salvamento, há quem ridicularize e até faça memes com a situação. E a imprensa, em sua maioria, faz um grande esforço para mostrar só o lado ruim da caótica situação. Como exemplo, vejamos:

Exército Israelense em Brumadinho-MG Foto Internet

Uma parte da equipe está empenhada em socorrer animais em condições de serem retirados da lama. Inclusive um boi que está sendo cuidado por mais de oito horas, foi apelidado de Resistente e está sendo resgatado com vida. Segundo a Brigada Animal, até o momento, 36 animais foram resgatados com vida, encaminhados a uma fazenda e estão recebendo primeiros socorros, alimentação, água e cuidados.   Noticiou-se que cerca de 20 tiros foram disparados para abater alguns animais que estavam atolados na lama e muito feridos, sem condição de resgate. O coronel Evandro Geraldo Borges teria dito que,  em algumas situações, só resta o tiro de misericórdia, para evitar mais sofrimento para o animal. Foi apurado que, até a publicação deste artigo,  36 animais foram resgatados e encaminhados a cuidados veterinários. Além disso, um cachorro foi resgatado e diversos pássaros foram libertados da gaiola pelos bombeiros. E apenas 3 (três) animais foram abatidos por meio de um rifle sanitário, segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária(CFMV), sob a supervisão de uma equipe veterinária, por estarem presos numa área de difícil acesso aos socorristas e sem meios de aplicar técnica de eutanásia.  Em outro artigo discorro melhor sobre isso

 

Neste ponto,  a população precisa entender que é uma situação de emergência, todos estão fazendo o máximo que podem. Mas as manchetes acusam: “Com tiros, agentes executam animais ilhados na lama de Brumadinho”

Da mesma forma, a equipe israelense trabalha com afinco, os equipamentos israelenses se mostram eficientes e já resgataram quinze pessoas até o momento desta publicação. No entanto, a mídia espalha que os equipamentos não serviram para nada e cita até uma suposta revolta dos bombeiros militares brasileiros por causa da presença dos israelenses. Isso já foi explicado pelo chefe e porta-voz dos bombeiros Pedro Aihara que declarou que os equipamentos israelenses não só serviram como já auxiliaram no resgate de várias pessoas em diversas situações em Brumadinho. Em meio a tanta dor, cansaço e luta contra o tempo para salvar vidas, ainda precisam parar para explicar o que a imprensa plantou de forma distorcida.

Com uma imprensa dessas, não se precisa de inimigos. Mas, se fosse só a imprensa, seria fácil. Afinal, grande parte da população já está acordada e já percebeu que a mídia não serve como referência. O pior nisso tudo são os desavisados que saem espalhando os mais absurdos comentários. Alguns citam que a presença dos militares israelenses em nosso país não é para salvar vidas. A verdadeira intenção é acostumar os brasileiros com uma invasão estrangeira. O estranho neste comentário é que estas mesmas pessoas conviveram com espiões disfarçados de “médicos” cubanos por anos e nunca desconfiaram de nada. Agora, em meio a esta tragédia, com diversas comprovações que estes soldados tanto brasileiros quanto israelenses estão atolados na lama tóxica, correndo risco de contaminação, fazendo salvamentos, é inadmissível que se “desconfie” dessa ação.  

Bombeiro resgatando um cão em Brumadinho-MG

Lamentável a atitude de algumas pessoas com suas desconfianças que mostram suas índoles. Quem usa, cuida, ou seja, quem desconfia de algo tão sórdido é porque é capaz de fazer algo assim. Se aproveitar de uma situação calamitosa para invadir ou se apropriar de algo que não lhe pertence. Os Israelenses estão acostumados com situações de emergências, por isso têm uma tecnologia mais avançada neste sentido. Além disso, os judeus que são os seguidores/observantes da Torah, sofrem perseguição no mundo todo, o que se chama antissemitismo. Isso faz deles um povo que cria empatia com pessoas em situação de perseguição ou de acidentes.  Os israelenses/judeus estendem a mão a todos que são vítimas não só por se identificarem mas porque sabem que ajudados e ajudadores tem igual importância. É uma forma de ser útil, ajudando a quem necessita. É uma forma de altruísmo.  tendo uma espécie de obrigação de ajudar o próximo como um dos princípios básicos da fé judaica.  E muitas pessoas são incapazes de entender um gesto de solidariedade como este.

Para alegria dos paranoicos, dos que torcem sempre contra e dos ativistas que não puderam participar do resgate de animais e fazer suas costumeiras selfies,  o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, anunciou que a Força de Defesa de Israel deverá deixar o Brasil na sexta-feira, como foi anunciado pela mídia corrompida, alegando que  já se passaram alguns dias e seria difícil encontrar mais sobreviventes e que ele teria dito que “sente uma dor no coração” pela péssima recepção no Brasil.  Porém a mídia não noticiou que Shelley afirmou também que ficariam o tempo necessário para auxiliar as buscas a pessoas vivas E que os laços entre Israel e Brasil estão fortalecidos.  E, caso haja mesmo uma volta repentina do exército a Israel, deve-se a essa mídia maldita e a algumas pessoas que tanto se empenharam em distorcer os fatos e desconfiar da ação de Israel aqui.

Lamentável esta “recepção” e distorção da mídia, vergonha da atitude de algumas pessoas. Mas que o Eterno abençoe todos os que arriscam a vida para salvar outras vidas. E que possam continuar sua bela missão no Brasil e no mundo.

Prefeito de Contagem, Alexis José Ferreira de Freitas, entregando ao embaixador Yossi Shelley um título de honra ao mérito e uma medalha do mérito de Defesa Civil.

 

Por outro lado, são muitas as manifestações de agradecimento aos israelenses. A população do Brasil todo e, em especial, de Minas Gerais envia mensagens de agradecimentos. Na quinta-feira, dia 31/01, o Embaixador de Israel, Yossi Shelley, participou de uma cerimônia de agradecimento pelos serviços prestados por Israel ao Brasil na tragédia de Brumadinho.  Alexis José Ferreira de Freitas, prefeito de Contagem, entregou ao embaixador Shelley um título de honra ao mérito e uma medalha do mérito de Defesa Civil.

A foto foi enviada via Facebook – Internet

Vale lembrar que,neste momento,  o ministro Marcos Pontes está em Israel fazendo muitos contatos, visitando a Cybertech, principal plataforma de rede B2B da indústria cibernética que realiza eventos relacionados ao setor em todo o mundo. E participando de reuniões com várias empresas israelenses, além de conhecer a Estação de Tratamento de Águas Residuais da Região de Dan (Shafdan), um complexo sistema inter-regional que coleta, trata e recupera águas residuais municipais em áreas urbanas de alta densidade e zonas. Nada disso foi noticiado pela “grande mídia”

 

Neste vídeo, bombeiros resgatam diversos animais, inclusive soltam alguns pássaros, isso ocorreu no domingo, dia 27/01. Após esta data os animais continuaram sendo socorridos na medida do possível, visto que havia também necessidade de resgate de vítimas humanas. Enquanto isso, a mídia e alguns ativistas continuam insistindo que os animais estejam sendo abatidos a tiros.

Tenente Aihra fala da grande utilidade de alguns dos equipamentos israelenses, alguns mais eficientes que ajudaram no resgate de vítimas e também do grande intercâmbio de conhecimentos em que Israelenses aprendem com os brasileiros (mineiros) e vice-versa. Como sempre, uma situação ruim mostra-se boa em outros aspectos. Mas nada disso foi noticiado pela “grande mídia” 

Já que a maioria dos jornais brasileiros publicou só notas mentirosas e negativas sobre a ação de Israel em Brumadinho, aqui está publicação de jornal israelense.