A tragédia de Brumadinho mostra-nos diversos ângulos.

Por um lado há quem aponte os culpados. Cita-se que a Vale foi privatizada no governo FHC, Dilma orquestrou a recompra da Vale. A partir de 2009, o grupo que reúne estatais controlados pelo PT (Previ, Petros e Funcef) se utilizou da Litel, de propriedade dos mesmos, para assumir o controle da Valepar e por meio dela obter 49% das ações da Vale, o que somados aos 11,5% que já estavam nas mãos do BNDESPAR, braço de investimentos do BNDES, deu ao PT o controle sobre mais de 60% das ações da empresa. Hoje, neste momento apenas a Litel possui 52,5 das ações da Vale com direito a voto.Todos os Alvarás e Licenças Ambientais da ampliação de Brumadinho foram dados no governo Fernando Pimentel do PT, mesmo com pareceres contrários de diversos órgãos de controle Estadual. Portanto, afirma-se em posts e alertas: Esse Crime Ambiental tem culpado e seu nome e sobrenome é Partido dos Trabalhadores.

Resgate em Brumadinho MG Foto Internet

Por outro lado, há os que arregaçam as mangas e põem-se a auxiliar. No Brasil todo, foram montados postos de arrecadação, diversos voluntários se revezam recolhendo e encaminhando os donativos. Quem pode auxiliar, vai até um desses locais e faz sua doação e/ou colabora no recolhimento e encaminhamento dos donativos. Quem não pode doar nada material, colabora divulgando os endereços dos pontos de arrecadação.

Em meio a esse impasse e diante do caos que se instalou na região atingida, são os militares que arriscam a própria vida para salvar outras vidas e Israel envia seus soldados para auxiliar nos resgates. Soldados sempre os soldados, os militares, muitas vezes incompreendidos, muitas vezes rejeitados por uma população refém da mídia corrompida que conduz seu público ao entendimento distorcido das situações. Este mesmo povo que, quando se encontra em perigo, lembra-se dos policiais. E quase nunca se lembra de agradecer. Enquanto a mídia se empenha em sempre mostrar o lado ruim, o copo meio vazio, os supostos erros dos militares, muitos mineiros se manifestam informando que tanto Zema quanto Bolsonaro estão se empenhando ao máximo para auxiliar o povo, resolver a situação e punir os responsáveis por esta tragédia. Há também críticas que expõem A ex presidente Dilma, sobrevoou em Mariana 10 DIAS APÓS o fato e absolutamente nada foi feito! Fez só um discurso cômico e sumiu. Apareceu através de um decreto que caracteriza rompimento de barragens como algo natural.”

De fato há uma grande diferença entre o governo que Bolsonaro está tentando desenvolver, sempre levando pedradas diárias e os governos anteriores. Só não percebe quem não quer perceber. Quem acredita em postagens descabidas como a de Maria do Rosário acusando os Bolsonaro de apoiar milicianos, usando como “prova” a foto do ator Sandro Rocha de “Tropa de Elite”. Quem é capaz de acreditar neste tipo de “denúncia”? E quem é capaz de acreditar na grande mídia que também é dominada pela esquerda e que se revolta pela popularidade de Bolsonaro ter crescido tanto sem nenhum apoio da mesma? Difícil aceitar a derrota dupla, uma pela vitória de Bolsonaro e outra por não ter precisado do apoio da mídia, ao contrário, quanto mais o atacavam, mais o povo de bem acordava. E hoje, esperamos, continuem acordados e lutando até a vitória total.

Bolsonaro sobrevoa Brumadinho – Foto Internet

Voltando ao tema principal, a tragédia de Brumadinho, de fato, há estes vários ângulos, negligência e ganância em gestões anteriores, pode-se classificar mesmo como crime. Mas há outro lado que precisa ser divulgado. O empenho dos bombeiros e de toda a PM nos resgates, um detalhe importante, segundo informações da AOPMBM, o helicóptero do delicado resgate foi pilotado pela Major do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Karla Lessa, primeira mulher do Brasil a pilotar um helicóptero. O empenho do Presidente Bolsonaro que não só sobrevoou imediatamente a área como se empenhou em resolver a situação. Deve-se lembrar que Bolsonaro está prestes a ser operado novamente e poderia alegar repouso necessário à cirurgia, no entanto, foi pessoalmente ao local e se manifestou de várias formas em solidariedade a vítimas, segundo informações do canal “A voz do povo News” Bolsonaro providenciou: Bloqueio de 5 bilhões de reais na Vale; 250 milhões em multa; Reserva de hospital para vítimas; Parceria do Ministério dos Direitos Humanos para cadastramento e envio de voluntários; Parceria para envio de doações; Ministros de todas as áreas estratégicas convocados e enviados de imediato para o local do crime; Criou no local um comitê de crise; Além de providenciar o auxílio de Israel. Aliás, no meu entendimento, este é o principal ponto. No mundo todo os judeus enfrentam preconceitos, são vítimas de racismo que se traduz pelo antissemitismo, um povo que se reconstrói e estende a mão diante das tragédias porque é um povo que já enfrentou muitas tragédias. Algumas pessoas têm se manifestado contra esta ajuda vinda de Israel, porém, grande parte da população aprova e tem mais é que aprovar, afinal, num momento desses a prioridade deve ser salvar vidas e não discutir política ou acusar quem quer que seja. As medidas cabíveis já estão sendo tomadas e a ajuda vinda de Israel é bem-vinda. Penso, até abençoada.

Penso que é um momento triste gerando a oportunidade de se fazer o bem. O povo se unindo em busca e envio de doações, oportunidade do Presidente se mostrar solidário, mesmo às vésperas de uma delicada cirurgia, quem ainda o considerar “apenas mais um” depois desta atitude será mesmo um caso perdido. E, acima de tudo, oportunidade de Israel mostrar mais uma vez, ao mundo, sua solidariedade, sua tecnologia e sua importância em momentos como este. E uma curiosidade que me faz reverenciar a grandeza do Eterno. Um termo em Hebraico Transliterado, Baruch HaShem, tem um significado muito importante para os judeus observantes da Torah, que não cabe traduzir aqui neste artigo, mas numa tradução livre pode-se citar como uma espécie de “graças a Deus”. É costume se escrever apenas B’H para se referir a esta benção. Brumadinho é localizado em Minas Gerais. Alguns mapas consideram como cidade próxima a Belo Horizonte, outros mapas citam como município na Região Metropolitana de Belo Horizonte, cuja sigla é BH. Para mim isso é mais do que uma coincidência. É um sinal do Eterno. Que esta tragédia se transforme em benção. Que as pessoas tenham mais tolerância, aceitem mais os que, mesmo rejeitados, se empenham em ajudar a todos. Que ataques cessem e todos se deem as mãos neste país. Porque, não deveria ser mas é sempre da tragédia que nasce a solidariedade, da guerra surge a paz, da escuridão se reflete a Luz, sempre da rejeição nasce a aceitação. Que mais esta lição torne o povo mais unido, além da matéria, apenas coração. B’H

Assista ao vídeo das ações de Bolsonaro e equipe em Brumadinho.