O artigo a seguir reúne depoimento de Antonio Carlos Bronzeri em vídeo-reportagem de Regina Villela, suspeitas levantadas por diversos internautas e alavancadas pelo cantor e compositor Lobão, vídeo do canal Questione-se e também diversas acusações graves feitas por Marcello Reis do Revoltados online, acusações em que ele cita diversos nomes e jura veracidade. A grande maioria das afirmações já está sendo investigada pela Polícia Federal, ou seja, não são acusações vazias. Da minha parte, busco sempre publicar a verdade e a responsabilidade das acusações é de quem foi entrevistado/fez as declarações. E ninguém em sã consciência faria tantas acusações ou citaria tantos nomes se não tivesse certeza e provas do que diz. Por isso creio na veracidade de tudo que está afirmado. Quem ler todo o artigo, assistir todos os vídeos e ainda achar que é tudo falso, pode se dirigir a Polícia Federal e se oferecer como testemunha, desde que seja testemunha ocular,  tenha provas relevantes e/ou esteja disposto a encobrir este crime.

Bolsonaro esfaqueado Foto Internet

Segundo vídeo-reportagem feito pela Jornalista investigativa Regina Villela e com depoimento de sua fonte,  Antonio Carlos Bronzeri,  Jean Willys é principal suspeito do atentado a Bolsonaro. Mas se posiciona como “perseguido político” e a considerada “grande mídia”, como sempre encobre os fatos, Há muito tempo a Imprensa é bem remunerada para DESINFORMAR a população. São poucos os Jornalistas que, de fato, honram o compromisso de divulgar sempre a verdade. Nisso, ocorrem as falhas que demonstrarei de forma resumida. Leia este pequeno artigo, assista aos vídeos feitos pela Jornalista Investigativa Regina Villela e por Marcello Reis  e tire suas conclusões.

 

Enquanto uma noticia na VEJA informa que a OAB entrou com um mandado de segurança na 3º vara de Juiz de Fora-MG, para impedir que os advogados do Adélio sejam obrigados a revelar quem paga os honorários pela defesa do Adélio. E grande parte da Imprensa tenta culpar Flavio Bolsonaro pelo assassinato de Marielle, Jean Willys, anuncia que deixará o Brasil por estar sofrendo ameaças e ter “medo” de se tornar um “mártir morto”.  Por um lado, muitas pessoas comemoram a saída dele do Brasil, outras pessoas, inclusive o cantor e compositor Lobão, insistem que se investigue Jean Wyllys, pois entendem que há algo suspeito em sua saída repentina. As poucas notícias na mídia paralela anunciam esta “desconfiança” do povo em relação ao ex ‘BBB”.

O que quase ninguém está divulgando é que o caso já está sendo investigado há tempos, segundo o entrevistado, Bronzeri, a Polícia Federal  já  está  com muitas evidências comprovadas e poderia pedir a prisão de Willys, caso ele continuasse no Brasil. Este seria o real motivo dele renunciar ao cargo.  O vídeo de Regina Villela mostrou diversas coincidências que podem incriminar Willys. Foi citado a perda da imunidade parlamentar, mas isso é questionável visto que o Foro continua para Senadores e Deputados Federais, como o caso dele.  Estas informações, especialmente a questão da imunidade parlamentar, foi contestada pelo site e-farsas e outros sites similares. Porém, nota-se, na mídia, uma manobra para desmentir o que parece sim ter muita lógica. Até porque o informante de Regina não é o único a se manifestar. Bronzeri cita na entrevista, muitos pontos considerados  indicativos do envolvimento de Willys no atentado a Bolsonaro. E isso não é tudo. 

Reviravolta no caso:

Um dia após a publicação deste artigo, recebi dois vídeos, um em que Caio Coppolla mostra um ângulo bem preocupante em relação a esta saída repentina de Willys do Brasil. Algo que pode derrotar o governo Bolsonaro e jogar o Brasil a escanteio só com esta jogada. E outro vídeo feito por Marcello Reis (Revoltados ON LINE) em que ele acusa Nelson Wilians Fratoni Rodrigues, um  advogado, como principal mandante do atentado a Bolsonaro. Marcello também acusa a Rede Globo entre outros nomes envolvidos e aponta Jean Willys como “namorada” do Adélio. Se estas denúncias se confirmarem, ficará comprovado que quem forjou a entrada de Adélio  na Câmara dos Deputados no mesmo dia em que ele atacou Bolsonaro não foi um “estagiário terceirizado” como se noticiou. Tudo aponta para Jean Willys na tentativa de forjar um álibi para Adélio.

Mas tudo isso a considerada “Grande Mídia” não divulga. Distorce os fatos de tal forma que, se ninguém se importar em averiguar e  divulgar, corre-se o risco de um assassino ser tratado como “mártir” e um homem de bem ser tratado como bandido. Você que lê este artigo, se quer mesmo um Brasil livre da corrupção, da impunidade, divulgue este link. Compartilhe, leve esta informação aos seus contatos. Só assim a verdade vai aparecer. Todos juntos por um Brasil melhor para todos.

Denúncias:

Marcello Reis faz vídeos longos, mistura alguns fatos, mas parece convincente em suas denúncias. O resumo é que ele, ao interferir nos planos do advogado Nelson Willians Fratoni Rodrigues, foi ameaçado e sofreu um atentado. Segundo Marcello, a lista de testemunhas e acusados (envolvem acusados do atentado contra ele = Marcelo e acusados do atentado a Bolsonaro) é a seguinte:

Assista aos vídeos. Frisando que todo o conteúdo dos vídeos, são de responsabilidade de seus autores e as denúncias são de responsabilidade das pessoas (fontes). O blog Notícias da Lou busca publicar só verdades e acredita que todo este conteúdo seja verídico. Até porque, ninguém em sã consciência fará tão graves denúncias se não tiver bases e provas concretas para isso. Assista e tire suas conclusões. 

Neste vídeo Jean Willys agride repórter e mostra quem é violento e ameaçador:

Vídeo-denúncia feito pela Jornalista Investigativa Regina Villela. Este é o resumo, em apenas 18 minutos, já mostra os principais pontos deste envolvimento de Willys no atentado a Bolsonaro:

Este vídeo é longo, mais de quarenta minutos, mas relata os bastidores deste caso, na íntegra, inclusive mostrando como estão as investigações da Polícia Federal.

Neste vídeo, Regina Villela explica que confia em suas fontes, que a responsabilidade da informação é da fonte, cita detalhes da entrevista com Bronzeri e reafirma seu compromisso com a verdade:

Vídeo importante feito pelo canal  Questione-se. Muito revelador:

Vídeo feito por Marcello Reis que acusa diversos nomes como envolvidos no atentado a Bolsonaro. Se estas denúncias se confirmarem, estamos perto de desvendar uma das mais sórdidas tramas já vistas em nosso país. 

Denúncias gravíssimas feitas por Marcello Reis, em continuidade ao vídeo anterior. A questão é que ele faz vídeos longos, fala muitos detalhes do atentado que ele próprio sofreu e, em meio a isso,vai dando alguns detalhes do atentado a Bolsonaro. Inclusive ele cita a possibilidade de Bolsonaro receber medicamentos que o façam definhar até a morte. Assista.

Leia também sobre comentário de Caio Coppolla que mostra um ângulo preocupante na saída de Willys do Brasil.Algo que pode prejudicar muito o governo Bolsonaro, clique aqui