Arquivo

Archive for 11 de outubro de 2018

Comparativo de Planos de Governo Bolsonaro X Haddad

11 de outubro de 2018 1 comentário

Recebi esta análise via facebook. Desconheço o(a) autor(a).  Eu conferi, está correto. Acrescentei análise dos vices e sob ângulo do veganismo.  Segue análise FRIA dos planos de governo de Bolsonaro e Haddad. Sem emoções pessoais ou partidárias.
Avaliar e decidir.

Comparativo dos programas Bolsonaro/ Lula (Haddad):

*IMPOSTOS*

– Bolsonaro: Redução da carga tributária e aumento da receita destinada aos municípios (pág 58)

– Lula/Haddad: Criar imposto sobre a exportação (pág 41), criar imposto sobre lucros e dividendos (pág 42) e aumentar o imposto territorial rural ITR para grandes propriedades (pág 56)

*IMPRENSA*

– Bolsonaro: Não fará nenhuma  regulação ou controle social de mídia. A imprensa será livre, desde que se comprometa a divulgar a verdade, sem manipulações. (pág 7)

– Lula/Haddad: implantar mecanismos de regulação da imprensa e criar uma empresa pública de comunicação para expor o posicionamento do governo (pág 16)

*LAVA JATO*

– Bolsonaro: Ninguém será perseguido, todos terão seus direitos respeitados. Todavia, investigações não serão mais atrapalhadas ou barradas. A justiça deverá seguir seu rumo sem interferências políticas (pág 15)

– Lula/Haddad: promover uma reforma do sistema de justiça para reduzir o poder de investigação do ministério público federal (pág 6, 15)

*SEGURANÇA*

– Bolsonaro: tolerância zero com o crime (pág 10) e redução da maioridade penal (pág 32)

– Lula/Haddad: desmilitarização das polícias (pág 31) e iluminação com led nas ruas (pág 54)

*MINISTÉRIOS*

– Bolsonaro: reduzir os 29 ministérios existentes atualmente (pág 17)

– Lula/Haddad: Criar 6 novos ministérios (pág 19, 20 e 55)

*DITADURAS SOCIALISTAS*

– Bolsonaro: deixar de louvar ditaduras assassinas socialistas (pág 79)

– Lula/Haddad: desenvolvimento da infraestrutura de países do Mercosul (Venezuela) (pág 11)

*AGRONEGÓCIO*

– Bolsonaro: Segurança no campo, políticas para consolidar mercado interno, abrir novos mercados externos, melhoria da logística de distribuição (pág 69)

– Lula/Haddad: regulação do agronegócio para evitar ampliação de grandes latifundiários. Implantar reforma agrária e distribuir terras ao MST e indígenas (pág 56)

*CONSTITUIÇÃO*

– Bolsonaro: respeito e obediência à constituição (pág 6)

– Lula/Haddad: Estabelecer um novo processo constituinte para aumentar o poder do estado (pág 6)

*PRESÍDIOS*

– Bolsonaro: Prender e deixar na cadeia quem tiver cometido crimes (pág 30) e acabar com a progressão de pena e saída temporária (pág 32)

– Lula/Haddad: Reduzir a massa carcerária do Brasil através da liberação de presidiários (pág 33)

*SINDICATOS*

– Bolsonaro: o sindicato deve ser voluntário, contra a obrigatoriedade do imposto sindical (pág 64)

– Lula/Haddad: valorização de sindicatos e associações de trabalhadores (pág 40)

*DROGAS*

– Bolsonaro: Combate à ideologia de liberação irrestrita de drogas ilícitas (pág 26)

– Lula/Haddad: Promover a descriminalização das drogas (pág 32)

 

*VICES*

  • Bolsonaro: Vice Antonio Hamilton Martins Mourão, de origem indígena, o  General Mourão é natural de Porto Alegre, viúvo, com grau superior completo.  É a primeira vez que se candidata a um cargo na política. Por seus discursos em prol da família, do restabelecimento da ordem e progresso, General Mourão foi aclamado pelo povo em 2017, para ser o líder da intervenção militar que o povo, especialmente as gerações mais velhas, pedia. Por isso, o General Mourão foi afastado do Exército. E não se pronunciou quanto a uma possível intervenção militar. Em vista disso, a escolha de Mourão para ser vice de Bolsonaro, tem sido a melhor solução, mostrando a boa intenção de ambos. Invés de coordenar uma intervenção militar pedida pelas gerações mais velhas, que viveram o Regime Militar e sabem como, de fato, foi, Bolsonaro e Mourão preferiram disputar as eleições como candidatos comuns, deixando ao povo, a escolha do seu Presidente e seu vice. Ele, assim como Bolsonaro, busca unir todos os brasileiros sem ideologia de gêneros, diferenciação de poder aquisitivo ou qualquer diferenciação, busca tratar todos com igualdade, com os mesmos direitos e buscando assim, com a união de todos, construir um novo país, unido e patriota, com valores familiares e preservando as crianças e jovens.

 

  • Haddad: Vice Manuela Pinto Vieira D’avila, também natural de Porto Alegre, casada, com grau superior completo. Deputada, denunciada na Lava Jato, declara-se feminista e a favor do aborto o que lhe causa rejeição do eleitor mais conservador. Ela defende uma definida separação entre negros e brancos, pobres e ricos, héteros e homossexuais (conforme entrevista à Folha, Veja e outros veículos de comunicação) E isso também causa rejeição, pelos que entendem que a união de todos  deve ser incentivada. Ela ainda é contra a revogação do estatuto de desarmamento que até o momento, só desarmou a população, nunca os bandidos.  Isso implica em manter os bandidos cada vez mais bem armados e a população desarmada. Aliada ao projeto de desmilitarização das polícias e da descriminlização do uso de drogas,  este ponto é delicado e necessita do eleitor uma grande percepção da realidade que vivemos e do real resultado que pode ocorrer na sequência destes atos.

Polêmica quanto aos animais:

Bolsonaro é a favor da vaquejada e tem sido acusado de incentivar a caça de animais, porém, ele já comprovou que ele estava defendendo a caça de javalis que estavam matando outros animais e ferindo pessoas na região. O vídeo foi editado e postado como se ele incentivasse a caça de todos os animais. Outra polêmica é sobre incentivar agronegócio, mas isso é algo que deverá se modificar com o tempo. Uma nova consciência vegana chegará forçada, inclusive, por alterações no planeta.

Haddad, na atualidade, firmou compromisso de fomentar a pesca em Itajaí. Anteriormente, quando prefeito de São Paulo, em 2015 autorizou um projeto piloto que “alugou” seis cães para segurança dos cemitérios da cidade de São Paulo. Diante de denúncias, houve a visita de uma perita criminal, acompanhada da Polícia Militar Ambiental,  que comprovaram os maus tratos dos animais, na sequência, Haddad foi investigado pelo MP e voltou atrás. No entanto, vetou o PL nº 55/2015, clique aqui que proibia a prática no município. Isso significou condenar os cães a serem usados como seguranças e continuarem os maus tratos. Vetou também o PL nº 1.685/2017 , que autorizava animais serem enterrados nos jazigos das famílias e o PL 0477/2013 clique aqui sobre o SAMU VET.  Sua vice Manuela, por sua vez, foi uma das deputadas a votar a favor do sacrifício de animais em rituais religiosos. Embora as notícias sejam desencontradas a respeito, parece que é verdade. Nem Haddad nem Manuela se pronunciaram sobre estes fatos.

Como nenhum dos candidatos é vegano, nem se preocupa com o bem estar animal, o correto, para os veganos é que pensem em seus filhos, netos, seu presente e futuro. E votem em quem tem o melhor plano de governo para segurança, combate as drogas e  reaquecimento de comércio/negócios em geral. O veganismo é uma nova consciência a ser plantada. Salvar nossas vidas, nossa dignidade e nosso país é algo urgente.

 

Leia também, uma análise aprofundada do PG do PT, clique aqui

Em breve, uma análise aprofundada do PG de Bolsonaro, aqui

Links para ver na fonte:

 

BOLSONARO:

Ficha completa, clique aqui

Plano de Governo, clique aqui

 

PLANO DO HADDAD=LULA:

Ficha completa, clique aqui

Plano de Governo, clique aqui

 

Análise enviada via Facebook por Isla Queiroz (autor desconhecido/autora desconhecida).

%d blogueiros gostam disto: